Humanidade


Há pouco tempo abri um desafio aos leitores para me mostrarem o que pensam sobre a humanidade e a sua “bondade” ou “maldade”. Aqui fica a minha opinião.

Antes de tudo é importante entender que o bom e o mau são apenas conceitos para definir o que nos interessa. Aplicamos o conceito de “mau” a tudo o que não nos agrada/favorável e de bom a tudo o que nos agrada/favorável. Senso comum que muitas vezes não é entendido desta forma. Quanto há humanidade, ela não é boa nem é má. Se a quisermos descrever talvez a palavra mais aplicável seja “quebrada”. Na verdade a sociedade continua a promover isto sob forma de controlo de padrões sociais e comportamentais. Não há espaço para diferenças nem algo que escape ao “normal”. A continua lavagem cerebral que nos impõe que “respeitemos” algo que para nós é “nojento” ou que tenhamos de agradar a todos e tenhamos de aparentar ser algo que não somos na verdade obriga-nos a criar mascaras. A maioria dos seres humanos ditos “normais” têm praticamente sempre o mesmo padrão social e tendem a usar 3 mascaras. A social, a familiar e a pessoal. Isto basicamente força-nos a ter de ter tempo para desenvolver as nossas 3 personalidades e não a nossa, a real. Quanto mais trabalhamos para satisfazer a necessidade social (que ocupa o maior espaço na nossa vida) menos tempo temos para desenvolver a nossa completa e real personalidade dando espaço ao lado mais negro da nossa mente para se desenvolver. O nosso “passageiro negro”, aquele que se alimenta de frustrações, ódios, magoas, raiva, desentendimentos entre outros… E por vezes, esse nosso “amigo” quer sair e descarregar tudo o que está guardado há demasiado tempo na sua pequena caixinha de pandora. Realmente o problema é se o deixa-mos tomar posse de nós por demasiado tempo. A nossa falta de honestidade e necessidade de criar personagens na verdade está a despertar um “monstro” que não se contenta com algumas palavras doces para apaziguar a sua raiva. Tudo isto pela nossa incapacidade de sermos honestos a maior parte do tempo. Talvez por esta altura pensem que isto é demasiado rebuscado mas na verdade não é, trata-se apenas de auto-conhecimento e observação de padrões e brechas quer nosso quer dos outros.

Aprendemos a ser humanos quebrados, partidos… Somos produto de nós próprios e da nossa necessidade de agradar socialmente. De manter-mos os mesmos defeitos que nos tornam únicos e especiais escondidos no canto mais fundo do nosso ser criando assim defeitos ainda piores. Gostem ou não nós somos lixo… Apenas uns são mais lixo que outros.  Somos capazes de atrocidades que vão bem para além do homicídio. O caminho do ser humano é o caminho da destruição, das desculpas pelo que somos, de magoarmos quem gostamos, de ódios, de tudo o que podemos fazer de prejudicial a nós e aos outros. Nós não nascemos “maus”. Nós somos ensinados a ser “maus”. A magoar-mos os outros para ganhar-mos vantagem sobre eles. E meus amigos enquanto isto não mudar, seremos sempre o mesmo lixo e o nosso “passageiro negro” estará sempre connosco para abrir a caixinha de pandora. Enquanto não formos capazes de nos meter-mos sempre no lugar dos outros e sermos honestos.

A honestidade pode trazer-nos problemas, mas a desonestidade pode trazer-nos muitos, muitos mais.

4 Responses to “Humanidade”


  1. 1 lua Dezembro 19, 2010 às 10:48 am

    Concordo.Mas o que é a bondade? Para mim bondade é confiança,honestidade,partilha, consciência…e tudo está dentro de nós, e cabe a cada um de nós procurarmos e vivermos segundo esses padrãos, não tem que ser a sociedade a impor-nos, mas sim nós mesmos, a nós mesmos e se conseguirmos aos outros.A inveja, desconfiança, desonestidade e tudo o que de mau existe,corroie, destroie, a nós e aos outros…É fácil viver em harmonia e em paz, só temos que começar por nós mesmos e o resto virá.

    • 2 Perfect Harmony Dezembro 20, 2010 às 11:26 am

      Bondade é a qualidade correspondente a ser bom, ou seja, a qualidade de manifestar satisfatoriamente alguma perfeição, que se pode aplicar a pessoas, coisas e situações. E como sabemos bom é a nossa designação para algo que nos agrada ou nos convém.

      • 3 lua Dezembro 20, 2010 às 11:24 pm

        Esta explicão nem parece tua, demasiado simplista! Bondade é muito mais.Mas não consigo discutir agora ( muito cansaço) um dests dias🙂

      • 4 lua Dezembro 20, 2010 às 11:25 pm

        Esta explicação nem parece tua, demasiado simplista! Bondade é muito mais.Mas não consigo discutir agora ( muito cansaço) um dests dias🙂


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Posts mais populares

Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 168 outros seguidores

Calendário de posts

Dezembro 2010
M T W T F S S
« Nov   Jan »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

RSS Aquela cena Chata

  • Ocorreu um erro; é provável que o feed esteja indisponível. Tente novamente mais tarde.

Visualizações ao blog

  • 54,269 visitas

%d bloggers like this: