Acontecimentos científicos que marcaram 2010


Uma das mais respeitadas revistas do mundo, a “Science” divulgou recentemente uma lista das mais importantes descobertas científicas ocorridas na década e ao longo deste ano.

Abaixo, os assuntos de Ciência que mereceram destaque em 2010 no Lock Your Mind:

JANEIRO

AFP
Pesquisadores do Instituto de Biociências da USP encontram indícios de hélice tripla em DNA de células vivas de insetos
Pesquisadores do Instituto de Biociências da USP encontram indícios de hélice tripla em DNA de células vivas de insetos

Hélice tripla
Investigadores do Instituto de Biociências da USP encontram, em células vivas de insetos, indícios de hélice tripla em DNA, e não apenas dupla como sugeriram James Watson e Francis Crick em 1953. É impossível não relacionar o estudo a Linus Pauling (1901-1994), Nobel de Química e da Paz que desenvolveu teoria semelhante.

Desastres naturais
Em entrevista à Folha, a geóloga Lisa Grant fala sobre a dificuldade que as pessoas têm de aceitar riscos de um desastre natural –um terremoto atingiu o Haiti em 12 de janeiro. Segundo ela, a ciência da Terra progrediu muito na última década, mas a sociedade não sabe aproveitar o conhecimento que ela produz.

FEVEREIRO

Precisão de sismos
Um dos maiores especialistas da área de sismologia (ciência que estuda terremotos), Thomas Jordan diz que a previsão de abalos a longo prazo ainda é um objetivo incerto, mas a detecção de grandes tremores com até alguns minutos de antecedência pode se tornar realidade.

Complô científico?
Grupo pequeno de biólogos que desenvolvem pesquisas com células-tronco lança manifesto contra a maneira como estudos nessa área são seleccionados para posterior publicação nas principais revistas científicas. Essas escolhas parciais ajudariam a fazer “panelinha” e a “encher o tacho” a muitos mesmo que por vezes existam coisas mais importantes a ser divulgadas.

MARÇO

Martial Trezzini/Efe
Grande Colisor de Hádrons, acelerador de partículas europeu construído entre a Suíça e a França, entrou em operação em 2010
Grande Colisor de Hádrons, acelerador de partículas europeu construído entre a Suíça e a França, entrou em operação em 2010

Acelerador de partículas
Após 20 anos desde que teve início sua construção, o acelerador de partículas LHC (sigla em inglês de Grande Colisor de Hádrons) realiza uma tentativa de recriar o Big Bang a partir de choques de prótons. A experiência é feita na sede da Cern (Organização Europeia de Pesquisa Nuclear), na fronteira entre Suíça e França.

À frente do tempo
Depois de perder a eleição presidencial dos EUA, em 2000, para George W. Bush, o candidato democrata Al Gore passa a se dedicar a temas ambientais como o aquecimento global e as mudanças climáticas. Ele lança o livro “Nossa Escolha” e “Uma Verdade Inconveniente” vira documentário elogiado mundialmente.

ABRIL

Meta equivocada
Pesquisadores da Alemanha fazem as contas e alertam: acordo de Copenhague, proposto em 2009, será ineficiente para manter aquecimento global em 2ºC. Segundo o grupo, que publicou artigo na “Nature”, a meta pode provocar efeito contrário e elevar até 2020 as emissões anuais, assim como a temperatura do planeta.

Cai patente de genes nos EUA
Um juiz federal dos Estados Unidos elimina as patentes que protegem dois genes ligados ao aparecimento de câncer de mama e de ovário. Se fosse mantida, a sentença poderia abrir caminho para o questionamento de milhares de patentes envolvendo genes humanos, alterando todo o sistema de propriedade intelectual da área de biotecnologia.

MAIO

Danilo Verpa/Folhapress
Cobras do Instituto Butantan que sobraram do incêndio; verba de R$ 1 milhão não foram aplicadas em infraestrutura
Cobras do Instituto Butantan que sobraram do incêndio; verba de R$ 1 milhão não foram aplicadas em infraestrutura

Butantan 1 – “Bobagem medieval”
Ex-presidente da Fundação Butantan, Isaias Raw, 83, refere-se a acervo de répteis e artrópodes do local, parcialmente destruído durante incendio, como sendo uma “tolice medieval”. A frase irrita zoólogos do instituto, que pedem a Raw que “vá para casa”.

Butantan 2
Reportagem mostra que o Instituto Butantan recebeu, entre 2007 e 2008, quase R$ 1 milhão da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) para reforçar sua infraestrutura, como a segurança do prédio. Mas o montante teria sido alocado para outros fins.

Nossas origens
Depois de algumas décadas caricaturando-o como inferior, lerdo, menos sofisticado, cientistas acham diferenças mínimas, mas significativas, entre o neandertal e o Homo sapiens. Uma das possibilidades sugere que alguns dos genes importantes para o comportamento ou a inteligência do homem moderno teriam vindo dos neandertais.

JUNHO

Risco para coleções biológicas
Depois do incendio do Instituto Butantan, surge uma luta entre os ministérios da Ciência e Tecnologia e o do Meio Ambiente. A divergência emperra a criação de uma política nacional para coleções biológicas, principal registro da biodiversidade do país.

Perda com fitoterápicos
O Brasil deixa de gerar cerca de US$ 5 bilhões por não transformar sua flora em remédios. Essa diferença surge na comparação entre o valor movimentado pelo mercado brasileiro e por outros países com uma biodiversidade muito menor que a brasileira, mas que tiveram sucesso na transformação de moléculas de plantas em medicamentos.

JULHO

Rafael Andrade-18.dez.2007/Folha Imagem
Brasil tem mais de 50 espécies invasoras marinhas; número deve aumentar porque não há meio de barrar bioinvasão por navios
Brasil tem mais de 50 espécies invasoras marinhas; número deve aumentar porque não há meio de barrar bioinvasão por navios

Anticorpos detêm HIV
Investigadores identificam anticorpos capazes de bloquear, em laboratório, a maioria das cepas conhecidas do vírus HIV, abrindo caminho para o desenvolvimento de uma vacina anti-Aids. Eles parecem promissores por impedir a infecção de células humanas em mais de 90% das variedades de HIV.

AGOSTO

Conduta científica em xeque
O governo federal dos EUA possui, desde 1993, uma agência para verificar fraudes científicas, a ORI (Agência para a Integridade em Pesquisa, na sigla em inglês). Em 2009, o número passou a ser recorde, com 217 casos. Um terço das investigações, que significam cerca de US$ 110 milhões em gastos, resulta em punição –em geral, afastamento de cargos e verbas públicas.

Acelerador de partículas Brasileiro
Brasileiros trabalham num protótipo do segundo acelerador de partículas do país (e da América Latina) –a nova máquina será compatível com as mais avançadas do mundo. Chamado de Sirius, o projeto do LNLS (Laboratório Nacional de Luz Síncrotron), de Campinas, custaria US$ 200 milhões.

SETEMBRO

Reprodução
Rosalind Franklin obteve raio-X de imagens de DNA em 1952, mas não percebeu que se tratava de uma dupla hélice
Rosalind Franklin obteve raio-X de imagens de DNA em 1952, mas não percebeu que se tratava de uma dupla hélice

“Mãe” do DNA
Cartas relevadas em 2010 ajudam a contar a história da mulher mais injustiçada da ciência moderna. Rosalind Franklin, que teve papel fundamental na descoberta da estrutura do DNA, é atacada pelo chefe do seu laboratório, o biólogo molecular Maurice Wilkins, nos anos 1950. Eles odiavam-se e mal conversavam.

Milagre de Moisés sob as leis da física
A abertura das águas durante fuga do Egipto de Moisés e israelitas pode ter sido um evento natural, dizem dois cientistas. De acordo com eles, um vento com velocidade próxima a 100 km/h soprou sobre a desembocadura do rio Nilo –ao invés do mar Vermelho– por 12 horas. Isso teria empilhado as águas, abrindo uma passagem com alguns quilômetros de largura.

OUTUBRO

Mais genomas decifrados
O ritmo dos computadores atuais vai influenciar o sequenciamento (leitura) de DNA, segundo estimativa da revista científica “Nature”, que consultou mais de 90 centros de pesquisa genômica. Em 2009, havia havia menos de dez genomas humanos decifrados. Quando 2011 terminar, serão mais de 30 mil –ou até mais.

Nobel
O britânico Robert Edwards ganhou o Nobel de Medicina pelas suas pesquisas sobre a fecundação in vitro, iniciadas nos anos 50, em parceria com Patrick Steptoe, morto em 1988.

O prémio de Química foi para um cientista norte-americano e dois japoneses –Richard Heck, Ei-ichi Negishi e Akira Suzuki– pelos seus trabalhos sobre reações de cadeias de carbono, que podem ser usadas no futuro em tratamentos contra o câncer, na indústria eletrônica e na agricultura.

Já o de Física foi entregue a Andre Geim e Konstantin Novoselov, ambos de origem russa, pelas suas descobertas sobre o material bidimensional grafeno, aplicáveis à física quântica. Geim tem ainda a particularidade de ter recebido um Ig Nobel pelo estudo envolvendo a levitação de sapos.

O Ig Nobel, versão satírica dos prémios Nobel que elege os trabalhos mais esdrúxulos e inusitados da ciência, honrou experiências trabalhosas e cuidadosamente projetados. Entre as pesquisas deste ano, há um tratamento para asma que indica passeios de montanha-russa (prémio de Medicina) e uma técnica contra escorregões no solo congelado que consiste em usar as meias sobre os sapatos (prémio de Física).

NOVEMBRO

Pele vira sangue
Um coquetel bioquímico preparado por cientistas do Canadá se revelou uma receita eficaz para transformar pele humana em sangue. As células conhecidas como fibroblastos, extraídas de um pedaço de pele com quatro por três centímetros de medida, foram “convencidas” a gerar todos os principais componentes do sangue, de eritrócitos (os populares glóbulos vermelhos) a células de defesa. Técnica pode facilitar transplantes para males sanguíneos e ajudar doentes com câncer; teste ocorreria em 2012.

Planeta de outra galáxia
Astrónomos europeus encontraram um planeta vindo de outra galáxia bem na nossa vizinhança cósmica. Batizado de HIP 13044 b, o objeto foi detectado com o auxílio de um supertelescópio no Chile. O intruso fica a cerca de 2.000 anos-luz da Terra e é um gigante. Tem pelo menos 1,25 vez o tamanho de Júpiter, que é o maior planeta do Sistema Solar.

DEZEMBRO

Henry Bortman/Divulgação
Astrobióloga Felisa Wolfe-Simon recolhe bactérias em lago da Califórnia; espécie substitui o fósforo, fundamental à vida
Astrobióloga Felisa Wolfe-Simon recolhe bactérias em lago da Califórnia; espécie substitui o fósforo, fundamental à vida

Bactéria “ET”
A agência espacial dos EUA, a Nasa, anunciou com alarte revelações que seriam sobre a vida extraterrestre. A descoberta referia-se a uma bactéria que trocou o arsénio pelo fósforo –um dos seis elementos considerados essenciais à vida (carbono, hidrogénio, nitrogénio, oxigénio, enxofre e fósforo) para viver. Mas a bactéria estava em solo terrestre, mais especificamente em um lago na Califórnia. A comunidade científica recebeu a notícia com cepticismo e críticas.

Erros vêm da Ásia
Cerca de um terço dos artigos científicos que passaram por retratações –ou seja, foram “despublicados” por erros graves ou mesmo fraudes– vieram da Ásia, com destaque para países como China, Coreia do Sul e Índia. O levantamento foi feito pelo neurofisiólogo americano Grant Steen, da empresa Medical Communications Consultants.

 

E foi isto essencialmente que marcou o ano 2010.

0 Responses to “Acontecimentos científicos que marcaram 2010”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Indique o seu endereço de email para subscrever este blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 168 outros seguidores

Calendário de posts

Dezembro 2010
M T W T F S S
« Nov   Jan »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

RSS Aquela cena Chata

  • Ocorreu um erro; é provável que o feed esteja indisponível. Tente novamente mais tarde.

Visualizações ao blog

  • 54,257 visitas

%d bloggers like this: